Balança, Eu Equilíbro

Balança Balança – EU EQUILIBRO/Harmonizo

De 24 de Setembro a 23 de Outubro

Balança é o único símbolo inanimado de todos os signos zodíaco, representando todos os outros humanos ou animais.

  • Palavra-chave Harmonia
  • Qualidade – cardeal
  • Elemento – ar
  • Signo natural da Casa VII
  • Regente –    Vénus Vénus
  • Signo oposto complementar a Carneiro
  • Anatomia – rins, apêndice, parte inferior das costas, glândulas supra-renais.

Palavras-Chave do Signo Balança

Positivas Negativas
Pessoa Cooperativa, acordos Inconstante,
Persuasiva Apática
Amistosa, Harmonia Intrigante
Amante da paz A paz a qualquer preço
Partilha, Casamento Rabugenta
Aparentemente Imparcial Indecisa, dependente
Artística, Luxo Desanima com facilidade
Diplomata, Sofisticada  Hesitação
Sociável, Cooperação Necessidade de agradar e de aprovação
Elegância, Inter-dependência Fuga de confrontos anulando-se

 

O verdadeiro encontro é conosco mesmos

É na energia de balança que vamos ao encontro de nós”próprios” através do outro, em busca de um espelho e das aprendizagens de auto-descoberta e auto-transformação que sozinhos não conseguimos ter percepção e realizar.

A energia de Balança apela a que se aprenda sobre nós mesmos, observando um “espelho” externo, que nos oferece a oportunidade de tomarmos consciência do mais oculto e escondido que há em nós.

É vivendo as experiências através dos outros, e reconhecendo-nos nas suas reações, que temos uma visão mais clara sobre nós mesmos. Esta é uma visão que nos permite ir aceitando e transformando, o que precisa ser trazido à consciência.  As pessoas e circunstâncias da vida, aparecem como um reflexo mágico de nós mesmos, e devemos estar abertos a perceber, especialmente as partes mais cinzentas, e menos conscientes  que precisam ser lapidadas.

O equilíbrio está também na aceitação das nossas desarmonias e no grau de consciência dos outros

Numa perspetiva mais terra a terra, a energia de Balança, busca a pacificação e harmonia, porque não aceita reconhecer a sua agressividade e revolta interna de se sentir vitima de injustiças, agressividade e de pessoas egoístas (carneiro). Então na aparência mais imediata, o apelo é conseguir a todo o custo manter equilíbrio nas relações inter-pessoais enganando-se a si mesma que tudo pode existir só e apenas em harmonia fora e dentro de si.

Todos sabemos que, com o passar dos anos, as pessoas que tem energia de Balança, cansaram-se de estar focados na exigência da harmonia e aprenderam a construí-la dentro de si, deixando de esperar estímulos e reconhecimento externo. Aprenderam a lição e tornaram-se mais independentes e mais fieis a si mesmas (mais energia de carneiro).

“O que está fora é como o que está dentro”.

Depois dos 40 anos, pessoas com a energia de balança forte que ainda se incomodam ao ponto de explodirem com a energia egoísta manifestada por outras pessoas, significa que não integraram ainda esta polaridade Carneiro/Balança. Nós incomodamo-nos sempre se somos tocados em feridas, caso não haja feridas já não reagimos e simplesmente observamos a desarmonia dos outros sem que isso nos belisque.

A busca de paz a qualquer preço pode representar uma falta de paz interior e pode ter consequências menos agradáveis devido à falta de clareza de seus pensamentos atitudes, criando as reações externas menos esperadas.

A comunicação/relação deve ser estabelecida em primeiro lugar com o próprio

O facto de Balança ser um signo de Ar, dá-lhe uma ligação direta ao mundo da mente, das ideias, da inter-comunicação. A Neurolinguistica é sem dúvida uma expressão básica deste arquétipo zodiacal, e nem sempre a energia de balança utiliza esta linguagem poderosa, com consciência, o que poderá gerar alguns desentendimentos pela falta de clareza e transparência na partilha de ideias e conceitos.

Balança, tenta a todo o custo agradar a todos, no entanto isso exigem um enorme jogo de cintura, onde terá de recorrer a algumas inverdades ou ocultações de verdades para que consiga manter a imagem pacifica que tanto valoriza.

Embora as suas intenções sejam genuinamente apaziguadoras, a sua atitude pode ser muito mal interpretada quando observada de fora.

Sente uma enorme necessidade de estabelecer relações humanas e torna-se demasiado dependente de motivação e aprovação externa.

Normalmente tende a atrair pessoas (ou simplesmente mantém o foco aí) com uma atitude egoísta e que valoriza em primeiro a sua vontade (energia de carneiro) para aprenderem também e em primeiro lugar a estabelecer uma relação consigo mesmo de uma forma genuína e honesta e posteriormente fazer então o ajuste de considerar os outros, mantendo sempre uma fidelidade a si mesma.

Balança é o Complementar oposto de Carneiro

Podem atrair agressividade exterior, para poderem assumir dentro de si esse arquétipo energético, apenas a integração das polaridades Balança/Carneiro poderão gerar equilíbrio.

Todas as pessoas com energia acentuada de Balança precisam aprender a ser um pouco mais decididos,perceber que isso não ferirá em nada qualidades notáveis como a diplomacia e que não lhes estraga a imagem de pacificadores. É importante que entenda que o equilíbrio perfeito não existe e que alguns problemas vão ter de ser resolvidos com uma solução parcial de algum modo. Perceber que às vezes não é possível as coisas em 50% e 50%, mas aceitar que 60% e 40% já pode ser Fantástico.

Entender também que a paz e a harmonia, ou um mundo, não podem ser mantidas a qualquer preço. Quando eles custarem demasiadamente, Balança de precisa se dar ao direito de virar a mesa e ser, nem que por alguns instantes, desagradável (Carneiro). É um modo, justamente, de retornar ao equilíbrio.

Assim, deve-se pensar que Balança deve aprender a considerar os outros sendo fiel a si mesma e repeitando a sua vontade e o Carneiro deve ser fiel a si mesmo e à sua vontade, tendo em conta e considerando os outros também.

O que vivemos é um Espelho de quem somos, o importante é haver dispostos abertura para observa-la como tal, e haver humildade para nos pormos em causa e aprender com as propostas e desafios que nos refletem o que vai na “alma”.

 

Texto original de mapaastral.org (de Cristina Jorge)
Imagens originais de mapaastral.org

 

 

Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta