Fatores originários de doença considerados na Astrologia Ayurvédica

Na Medicina Ayurvédica dos Vedas, há uma correlação com a Astrologia, (Astrologia Ayurvédica =Astrologia Védica + Medicina Ayurvédica) que pode ser usada como forma de diagnóstico da constituição Doshica (Tipo Corporal). Pode-se, com esta fusão de ferramentas complementares, perceber os padrões tendênciais de como cuidamos do nosso SER – corpo, de como usamos a mente, como tendemos a lidar com as nossas emoções e de que forma somos auto-geradores de energia de entusiasmo e alegria de viver. Ao entender os padrões, é possível direccionar cada pessoa para as terapeuticas adequadas, assim como orientar para formações (para fazer auto-cura) nas áreas adequadas, fazer atividades físicas adequadas com as necessidades diagnosticadas, fazer determinadas mudanças na alimentação de acordo com a cura e equilíbrio específico a ter em consideração, prescrição de medicamentos ayurvédicos adequados, e outros tipos orientações sobre cura e alterações de padrões que possam gerar desequilíbrios na vida da pessoa.

Atenção – Na Medicina Ayurvédica existem 5 elementos (fogo, terra, ar, água e eter) e na Astrologia 4 elementos (fogo, terra, ar, e água). O elemento ETER da Medicina Ayurvédica está inserido no elemento AR da Astrologia. Para uma plena compreensão sobre a integração destas 2 artes de diagnóstico e cura, é importante tentar compreender que as diferenças entre si são complementares e não antagónicas, só assim se pode tirar proveito de ambas e prole da consciência e da Cura do Ser como um TODO.

parasara_jyotishAtravés da astrologia é possível identificar, através de um astro-diagnóstico, os padrões tendênciais e na Medicina Ayurvédica é possível encontrar formas de ajudar a equilibrar as tendências e padrões, paralelamente com uma cura emocional, mudança de comportamentos ligados à forma como nos alimentamos, mudança dos padrões de pensamento e criar formas de nos tornarmos motores do nosso próprio entusiasmo e alegria de viver.

O nosso estado de saúde reflete as influências que recebemos do universo, a forma como vivemos as emoções, como cuidamos do corpo, como usamos a mente e como somos auto-geradores de alegria de viver e entusiasmo (sistema imunitário) , e o grau de consciência com que lidamos com as aprendizagens impostas pelo universo.

Na Medicina Ayurvédica, considera-se que o nosso estado de saúde, é um reflexo da forma como recebemos as vibrações cósmicas e a forma como interagimos com o “universo” que nos circunda. A forma como gerimos as emoções (inteligência emocional), como usamos a mente (pensamento e comunicação), como tratamos o nosso corpo físico (alimentação e desporto), e como usamos a nossa fonte de energia (sistema imunitário, alegria de viver, auto-expressão criativa e fé).

A nível das forças subtis cósmicas, que influenciam as forças energéticas dos planetas e que vão criar ressonâncias em todo o Ser individualmente e integrado no planeta, são recebidas pelo filtro da consciência de cada Ser. O grau de consciência e abertura à compreensão de uma dimensão transpessoal, que apela ao desapego das 5 dimensões da personalidade.

Os desequilibrios do ser são maioritáriamente influênciados nestas 5 dimensões da personalidade quando desafiadas pelos planetas transpessoais (Úrano, Neptuno e Plutão) e quando fiscalizadas pelo mestre Saturno, nos 4 níveis do Ser (4 elementos).

Para que seja possível alcançar um equilíbrio e harmonia do Ser nas suas 4 dimensões (Fogo, terra, Ar e Água), é exigido a cada pessoa, que caminhe em direção à superação das iluórias necessidades urgentes de satisfação e preenchimento egoíco e apegos terrenos. Normalmente “buscados” e preenchidos,  de fora para dentro. E se traduzem na necessidade de desapego de emoções, das ideias racionais como uma fonte de orientação , do mundo da matéria como uma meta e objetivo, e reconhecimento externo só porque sim, e aprender a transcender a necessidade de busca de impulso, sentido e reconhecimento fora).

Assim, os desequilibrios de Saúde surgem devido à ilusória necessidade de:

  • Preencher o meu vazio emocional (Lua) de fora para dentro, através de dependências emocionais e respetivas frustrações causam desequilíbrios.
  • Acreditar que o meu senso de me sentir especial e reconhecimento depende dos aplausos vindos de fora (Sol) e se não tiver esse reconhecimento perde alegria de viver, entusiasmo, e motivação.
  • Da minha necessidade de validação compreensão racional (Mercúrio) externa sobre as minhas ideias, raciocínios e pensamentos (Mercúrio), caso contrário não acredita no seu potencial mental.
  • Da minha ansiedade em acreditar que o meu valor depende do TER e não do SER, e dos meus relacionamentos (Vénus), caso contrário acha que não vale nada
  • Da minha necessidade de agir impulsivamente para cumprir os meus desejos básicos ilusórios terrenos, como se fosse uma missão de vida, acima de tudo e de todos (Marte) como uma compensação ou uma recompensa. Se assim não for, gera agressividade, raivas e envolve-se em lutas e guerras para alcançar agora, já a satisfação dos desejos.

Por, de uma forma geral, se acreditar que este é o sentido da vida, e acreditando que se o exterior não devolve estas necessidades basica ilusórias (compreensivas numa criança pequena), vão se gerando sentimentos de raiva, revolta, medo, ressentimento, mágua para com o mundo exterior. Porque teimamos em não assumir a responsabilidade e uma maturidade (Saturno) para compreender o que é Certo e melhor para nós. E tudo isto é o que nos torna livres e independentes (Úrano), poderosos e “Curadores” (Plutão) e ligados a uma fonte superior (Neptuno), e tudo isto é o que nos poderá trazer equilibrio ao SER como um TODO.

Na Medicina Ayurvédica a Saúde está naturalmente ligada aos Seres conscientes

E a Saúde está naturalmente ligada aos Seres mais conscientes, que transcenderam dentro de si os desapegos do exterior, ao preenchimento do interior, que geram desequilíbrios de todo o genero. E que dão um sentido maior aos que lhes acontece (Jupiter), responsabilizando-se por ter a sabedoria do que é ter as açoes corretas (Marte), os pensamentos corretos (Mercúrio), a inteligência emocional de uma boa digestão das suas emoções (Lua), um reconhecimento da sua auto-expressão criativa e irradiar sobre si mesmo e sobre os outros (Sol), e a consciência que o seu valor e o seu tesouro interno está na capacidade de tomar consciência sobre tudo isto, conseguindo um maravilhoso relacionamento consigo mesmo e com os outros (Vénus). E assim alcançar todas as bençãos da Vida quando surgem as imposições dos planetas transpessoais para nos libertarmos da “PESSOALIDADE EGÓICA” para nós  aproximarmos da nossa essencia que é a TRANSPESSOALIDADE….para além da PERSONA/EGO.

No Mapa Astrológico, é possível identificar quais os padrões base de cada pessoa, e fazer uma ligação com o Diagnóstico Ayurvédico, que se poderão traduzir em desequilíbrios de saúde específicos, dependendo de que arquétipos internos a pessoa tende a negligenciar e se por excesso ou por defeito. Após um cruzamento da ferramenta astrológica com a medicina ayurvédica, poderão delinear-se os passos para o equilíbrio, percebendo se o trabalho é:

  • Emocional – se reconhece as suas necessidades emocionais e como as nutre (Lua)
  • De valor próprio, de reconhecimento dos seus recursos internos e como traduz isso para gerar recursos materiais (Vénus)
  • Relacional consigo e com os outros (considerar demasiado os outros frustrando as suas necessidades internas) – Vénus
  • Como usa o poder da mente e comunicação, se usa para auto-reconhecimento e se desenvolver num sentido ascendente ou se usa essa ferramenta como auto-sabotagem (Mercúrio)
  • Como direciona a sua força de ação, foco, metas…se para uma direção positiva, respeitando os seus desejos, necessidades e impulsos internos, mas reconhecendo quando estão a prejudicar-nos por estarmos escravos dessas necessidades impulsivas.  (Marte)

É do maus uso de todas estas energias que surgem os desequilibrios de saúde, que podem ser equilibrados, se a pessoa quando pede ajuda, for orientada para tomar consciência sobre como gere estas energias dentro de si. Se assume uma responsabilidade (Saturno) sobre estas dinâmicas, para assim expandir (Júpiter) o seu ser em direção à utilização destas energias arquetípicas em seu benefício.

Todas estas questões e aliadas a outros fatores, que iremos desenvolvendo em diversos artigos sobre a Astrologia aliada à medicina Ayurvédica, dão uma visão mais integral e integrada sobre a saude ou doença como o resultado de desequilíbrios físicos (alimentação e exercício), emocionais, mentais e energéticos.

 

Bookmark the permalink.

Comments are closed