Plutão/Vénus como Poder de Sedução e obtenção (ilusória) de um senso de valor próprio

Quando se depende do magnetismo da beleza e da sedução/sensualidade (Plutão/Vênus) para obter um senso de poder, valor e reconhecimento, podem-se até ter “bons” resultados (ilusórios) numa primeira fase de vida.
Com o passar dos anos, são inevitáveis os confrontos dolorosos com o envelhecimento do corpo. Processos de morte e renascimento são inevitáveis para que se liberte o apego à beleza física como uma forma de poder de atração, de obtenção de reconhecimento, e de senso de valor próprio.

O confronto com a dor da aceitação de que o corpo físico sofre alterações com o passar dos anos, é extremamente doloroso para as pessoas que dependem da sedução para se sentirem valorizados e amados.
A aceitação das alterações físicas, ou a “luta” contra a idade e envelhecimento, torna-se tão mais difícil quanto menos a pessoa reconhece que precisa buscar um senso de valor “dentro” de si mesma e não depender de causas externas para sentir que é valorizado/a.

Quanto mais se “luta” contra, mais o peso da idade se manifesta em linhas vincadas no rosto, o preço da não aceitação é ainda mais pesado do que aceitar os processos de transformação exigidos por um plutão/vénus.
Criar recursos internos (Vénus) poderosos (Plutão) e utiliza-los depois para ajudar os outros a conseguirem transformar/Curar e obter um senso de valor recorrendo a recursos internos poderosos e magnéticos.

© All rights reserved, mapaastral.org 2015 (by CristinaJorge)
Imagem de by Shaiya77

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta