Saturno em Sagitário, a responsabilização pelo alinhamento de uma verdade interna com uma verdade Superior

Com Saturno a passar por Sagitário  ( 23 de Dezembro de 2014 a 20 de Dezembro de 2017), quem permanecer a viver na mentira, numa meia verdade, ou numa distorção da realidade irá, eventualmente, ter de pagar um preço elevado e ser posto em causa pelas pessoas e circunstâncias de vida. É importante refletir sobre, quais as verdades que nós sustentam e nos servem como alicerces da nossa vida, criar espaço dentro de nós para que possam surgir novas fontes de expansão, e um novo sentido para a vida, mais alinhado com uma verdade universal e mais fiel à nossa essência e que sirva um propósito superior.

Apesar de Saturno ser um planeta Social, as influências de apelo à responsabilização e estruturação, são generalizadas atingindo a todos e poderão atingir especialmente pessoas com planetas em Sagitário.

Por mais floreadas e bem interpretadas que possam parecer as nossas atitudes e propósito de vida, e possam ter uma imagem imaculada, a intenção inconsciente que as move é que vais ser questionada. Assim, muito provavelmente, a distinção do que parece ser verdade, irá ser notoriamente revelado e diferenciado do que realmente é verdadeiro.

Apesar do reconhecimento de que não estamos em alinhamento com uma verdade superior não ser simples, fiquem atentos aos pequenos sinais que vão surgindo. A aceitação antecipada e gradual pode prevenir e evitar um enorme confronto sobre a nossa falta de alinhamento com um propósito ou sentido superior.

Pode acontecer também, pessoas com este transito, possam já ter um bom enquadramento em termos de uma verdade interna e, Saturno poderá apelar à responsabilização sobre a partilha com os outros sobre essa sua verdade alinhada e consciente. E ao colocarem ao dispor de outros e partilha-la de forma a vão ajudar outros a conseguirem encontrar uma direção e um sentido para a vida.

É importante refletir sobre, quais as verdades que nós sustentam e nos servem como alicerces da nossa vida. Criar espaço dentro de nós para nos questionarmos, libertar as crenças que já não servem, para que possam surgir novas fontes de expansão. Assim, poderemos assumir em nós um novo sentido para a vida, mais alinhado com uma verdade universal e mais fiel à nossa própria essência e que sirva um propósito superior.

Não resistas, assume a responsabilidade sobre, o que aos poucos vai surgindo, os pequenos alertas que vão desvendando a tua cegueira sobre a tua ausência de alinhamento com a tua verdade interna e sobre o que a verdade essencial representa.

© All rights reserved, mapaastral.org 2015 (by CristinaJorge)

Imagem by mapaastral.org

Bookmark the permalink.

Deixe uma resposta