Dignidades Planetárias Astrológicas

As dignidades planetárias Astrológicas, determinam a força ou o poder de cada planeta no enquadramento do mapa astrológico, em que signos se encontram e a afinidade que tem com o signo onde se encontram.

Dignidades essenciais – posição/força dos planetas quando estão nos signos

Dignidades acidentais – posição dos planetas pelas casas astrológicas

Dignidades-Planetárias-astrologicas-1zDomicilio – O planeta está em Casa (signo que rege)

Detrimento/Exilio – Signo oposto ao domicilio/regência – planeta que tem de aprender a trabalhar com polaridades Exaltação – Segundo signo onde o planeta se encontra fortemente dignificado Queda – Signo oposto ao signo em que se exaltação, debilitado, não tem apoio, não tem auxilio e nem trabalhar com polaridades funciona (está na casa do inimigo do melhor amigo)

Domicílio (regência)

Planeta que está na sua própria “casa”, signo que rege/é “dono” , senhor de si e manda A “força planetária” quando está em domicílio, está no máximo potencial. Signo onde o planeta sente maior afinidade energética. Em domicílio, o planeta expressa-se na sua maior pureza e intensidade. Está Potenciado na sua expressão do seu poder essêncial Exemplo: o Sol no signo de Leão; Mercúrio em Gêmeos ou em Virgem, e assim por diante.

Exílio/Detrimento

Está no signo oposto ao qual é regente e está no seu domicílio Planeta Fraco e debil neste posicionamento A força planetária está longe de sua casa, encontrando o desconhecido por estar longe de sua fronteira. A comunicação se torna difícil porque a linguagem intrínseca à sua espécie é diferente daquela onde está situado. O potencial do planeta é considerado fraco. Exemplo – Assim, se Vênus rege Balança, seu detrimento é Carneiro, signo oposto. Trata-se de uma situação de fraqueza ou debilidade. Modernamente, é mais comum a expressão exílio, em vez de detrimento.

Exaltação

Segundo signo onde o planeta se encontra fortemente dignificado, expressando-se de forma muito compatível com sua natureza essencial, e aí expressa-se livremente e são valorizadas as suas melhores qualidades. Planeta com grande poder energético, e a sua expressão é identica como se estivesse em Domicílio Está dignificado como um “rei”em um trono que conquistou, influi a casa onde se encontra e domina – e a possui – , levando com isso um ótimo crédito para sua própria casa de domicílio (onde é o regente). Em síntese esse planeta está bastante forte. Por exemplo: o Sol, regente do signo de Leão, exalta-se em Áries, signo dinâmico e também associado ao princípio do fogo e da energia. Assim, o Sol em Áries está à vontade e, conseqüentemente, fortalecido. Existem graus onde há a máxima exaltação. Estes graus são particularmente notáveis, se bem que a dignidade da exaltação seja atribuída, de forma genérica, a todo o signo. Assim, Marte está exaltado em qualquer grau de Capricórnio, mas tal dignidade estará especialmente visível no 28° grau.

Queda

Um planeta está em queda quando se encontra no signo oposto ao de sua exaltação. A queda é uma debilidade, indicando fraqueza, limitação, desvantagem e ausência de auxílio. Planeta que sofre uma certa debilidade , é um planeta que está frustrado Utilizar como defesa o “reflexo”a que está condicionado, pois está à mercê de espécies contraditórias a seus próprios assuntos ou meios de ação ( o signo em que se encontra não é análogo, nem homólogo ao seu modo de ser ou agir). O potencial do planeta é considerado fraco, limitado e em desvantagem

© All rights reserved, mapaastral.org 2015 (by CristinaJorge)
Imagem retirada de – apocatastasis.ch

Bookmark the permalink.

Comments are closed