Planetas Retrogrados

Qual o significado dos planetas Retrogrado no mapa astral?

Os planetas retrógrados no mapa astral, são representados pelos planetas que na perspectiva da conjugação da orbita  do planeta com a orbita da terra (considerando a visão da terra) há alturas em que existe uma percepção de que se estão a deslocar para trás. Os planetas em movimento retrogrado, em sua trajectória ao redor do sol, estão apenas ilusoriamente a andar para trás.  Chama-se a este movimento de aparente de retrogradação,  e os planetas que estão implicados chamam-se planetas retrógrados.

O movimento retrógrado de um planeta é uma combinação do movimento do planeta em torno do Sol com o movimento de translação da Terra em torno do Sol. O estado estacionário de um planeta ou seu movimento retrógrado acontece quando observado desde a Terra, devido ao movimento de translação da Terra em torno do Sol.

Palavras chave de Planetas retrógrados

Positivamente Profundo, Subtil, Reformador, Reflexivo, Força interior
Negativamente Inibição, Bloqueio, Reprimido, Inadaptação, Esquivo

Imagem representativa do movimento dos planetas retrógrados

Planetas Retrogrados

Mesmo sendo este um movimento ilusório, retrogradação aparente, a sua influência na expressão do planeta é bastante significativa e é muito importante que seja considerada na leitura da mapa astral. O movimento directo dos plantetas representa simbolicamente o impulso para a frente e para o exterior. No entanto os planetas retrogrados, ou movimento retrogrado representam retorno, recuo, voltar para trás, para o interior. Resumindo, as qualidades dos planetas retrógrados apresentam-se com lentidão e de forma muito subtil, ou seja são processos internos, até mesmo convulsões que revolucionam o interior, mas que não tem percepção evidente do exterior.

Movimento retrógrado, planetas retrógrados

Planetas retrógrados como se manifestam e que impacto tem no nosso percurso evolutivo

O impacto e influências dos planetas retrógrados pode ser comparado à energia de Neptuno, Casa XII ou peixes visto que este movimento estimula, denuncia e amplifica as dinâmicas da personalidade profundas e menos acessíveis. Pelo facto de ser tão subtil e de natureza introspectiva tornam-se traços pouco objectivos na pessoa e que apenas mais tarde na vida podem começar a expressar-se de uma forma mais evidente e objectiva. Os planetas retrógrados indicam questões inacabadas em que os recursos que servem de expressão para essas questões estão impressos no inconsciente mais profundo e pode ser resgatado através de meditação ou de auto-observação e auto-consciencialização.

Outras teorias sobre planetas retrógrados

Existem outras teorias sobre a influência dos planetas retrogrados, como por exemplo há a teoria de que o carácter do planeta retrogrado age como se funcionasse por meio do seu segundo signo ou sua co-regência (Júpiter/Peixes, Saturno/Aquário, Vénus/Balança, Mercúrio/Virgem). Por exemplo Júpiter, segundo esta teoria, estando retrógrado seria mais evidente a energia de Peixes (seu segundo domicilio).

Planetas Retrógrados podem ser indicadores de um início de vida cheio de desafios

Na leitura de um mapa natal (astrológico), a existência de um número elevado de planetas retrógrados poderá ser um forte indicador de que o início de vida deste individuo possa ter sido bastante difícil. O facto dos planetas retrógrados atribuírem as características muito subliminares e de introspecção ajuda a retardar a expressão manifesta desses mesmos planetas. É de extrema importância manter o foco no movimento dos planetas retrógrados no mapa natal (astrológico) e tentar perceber quando mudam de direcção pela progressão secundária, e passam para o movimento directo.

Os planetas retrógrados quando em aspectos desafiadores com planetas pessoais, sendo enfatizado se o Ascendente ou o seu próprio regente estiverem envolvidos neste tipo de enquadramentos de retrogradação.

Também nas análises dos transitos, os planetas retrógrados, ressaltando os planetas Júpiter e Saturno, é importante que sejam bem estudados em todo o enquadramento do mapa astrológico.

Veja Também:

Bookmark the permalink.

Deixar uma resposta